jump to navigation

A Diversificação ou a Campanha? 02/10/2009

Posted by Ágatha Guedes in Opinião e Bate Papo.
trackback

Dentro de um cenário de RPG, temos possibilidades infinitas de criação de aventuras e de divertimento. Um dos fatos que mais nos assolam como jogadores e mestres são os términos inesperados de uma campanha que você esperava durar um pouquinho mais.
Com nosso mestre (que pra quem não sabe também é meu esposo) nós temos um grande problema: Nunca sabemos se teremos uma campanha ou uma aventura “four-shot”. É incrível como uma mente que trabalha pode mudar de idéia tão rapidamente.
A idéia desse post é exatamente isso, discutir as possibilidades e vantagens a respeito de aventuras “four-shot” ou campanhas.

Campanhas
Para os que não sabem, campanhas são aventuras com os mesmos personagens por diversos objetivos e obstáculos, normalmente durando muito mais tempo do que podemos imaginar. Campanhas exigem um maior entendimento de um cenário ou de um sistema (nem sempre) e é legal acompanhar a evolução de um personagem e o cumprimento de seus objetivos.

One-Shot ou “Four-Shot”
One-Shot ou “Four-Shot” (como nós apelidamos as aventuras rápidas que duram um pouco mais do que “apenas um dia”) são aventuras mais rápidas, mais dinâmicas e, na minha humilde opinião, são mais bem trabalhadas do que as campanhas, porque foca apenas nas partes “importantes” de uma aventura, não perdendo muito tempo em viagens ou em tavernas sem acontecimento algum.

Recentemente tivemos um impasse em nossa campanha e ainda estamos tendo. Segundo nosso mestre, nós ficamos por longos 8 anos jogando apenas Daemon, e hoje somos apaixonados por D&D, o que nos leva a crer (segundo ele) que já poderíamos ter conhecido D&D há mais tempo do que o simples “agora. Em seu argumento, nosso mestre diz que RPG é diversão e entretenimento, não podemos nos prender a apenas um cenário e apenas a uma campanha quando tanta coisa boa tem surgido. Nisso eu concordo com ele. É horrível ver o Mutantes e Malfeitores na estante e sabermos que não teremos tempo para desfrutá-lo tão cedo.
É engraçado notar que muitos grupos gabam-se por jogarem campanhas infinitas, ou que duraram algumas dezenas de anos. A questão só começa a ficar curiosa quando vemos por outro lado: Quanto eles já deixaram de jogar e de conhecer apenas por jogarem a mesma campanha há décadas? É possível jogar aventuras enormes e se divertir tanto quanto aventuras com começo, meio e fim?
A resposta pra essas perguntas eu deixo para vocês, queridos leitores.

Campanhas ou one-shot? Indecisão é um ponto forte no nosso grupo.

Campanhas ou one-shot? Indecisão é um ponto forte no nosso grupo.

Anúncios

Comentários»

1. Ray - 02/11/2009

Hey Ágatha, como vai?

Gostei muito da sua dicção escrita, simples e sofisticada. Eu percebi, na Matilha, que sempre que um jogo se extende por muitas sessões a) nós nutrimos muito carinho pelos personagens e b) Assim que trocamos, a Ana exclama que fazia tempo que não se divertia assim. Imagino que poderia-se fazer uma divisão entre jogadores conservadores – daqueles que, como você disse, jogam por dezenas de anos- e os amantes de novidades, que nunca se empolgam tanto como nas primeiras sessões de uma aventura.

De qualquer forma, seria um prazer ajudá-la a fazer sua lista. Você está pensando em algo cômico ou mais “How to Deal with G-I-R-L-S, for Geeks&Gamers”?

2. Mamangava - 02/18/2009

Olá, Ágatha!

Aqui nós temos sempre duas aventuras em andamento. Num sábado jogamos a campanha, noutro jogamos four-shots (adorei o nome!), alternando mestres. O grande problema disso é que o “gostinho de quero mais” que dá ao se fechar os livros e recolher os dados no fim de uma sessão só será saciado em duas semanas. Mesmo assim, tem dado certo!

Parabéns pelo blog! Abraços!

3. Elisa - 02/18/2009

Muito boa sua abordagem desse tema espinhudo =P

Contribuindo com minha opinião: sou fã de longas camapanhas, onde vários aspectos dos personagens podem ser explorados, temas diversos. Sentir que o personagem também amadurece, envelhece precisa conviver com suas escolhas nem sempre acertadas. Adoro ver meu personagens “virando gente”, sendo imprevisíveis até mesmo para mim.

Aventuras on-shot são muito boas para se testar novos sistemas e cenários e fazer outros estilos de jogo que não se exploraria em campanhas longas. Geralmente as one-shot do meu grupo duram umas 5 ou 6 sessões. Se gostamos da one-shot e achamos que o novo jogo “vale à pena” emendamos uma campanha pouco depois.

São apenas meus dois cents. =P

4. FabioPR - 06/20/2010

Como nosso grupo faz: Jogamos uma longa campanha e entre uma aventura e outra desta campanha, temos as aventuras “on-shot”. Ou seja, jogamos a campanha e as aventuras soltas ao mesmo tempo.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: