jump to navigation

Conquistas no RPG 03/02/2009

Posted by Ágatha Guedes in Opinião e Bate Papo.
trackback

Hoje vou apresentar a vocês uma proposta que só tive contato depois de adquirir (ou do esposo adquirir, digo, receber de presente dessa que vos fala) um Xbox 360. Nele você tem uma Gamertag (uma maneira de você se identificar na Live, a forma de identificação do seu perfil na internet) que registra todas as suas conquistas nos jogos. Cada jogo tem um número limitado de conquistas. Tais conquistas não tem nenhuma funcionalidade fora a competição (em um jogo ou outro ainda possuem um caráter mais peculiar, como em GTA IV que você consegue liberar determinado visual para seu personagem caso possua uma conquista específica), mas no geral, ela só serve para elevar teu ego e marcar uns pontinhos ao lado de sua gamertag.

Essa eu quero ver quem vai encarar

Essa eu quero ver quem vai encarar

Para o RPG eu apresento uma proposta semelhante, com variações e alternativas que permitem ao mestre contribuir com alguns pontos de experiência para os jogadores. Durante o jogo, algumas conquistas podem ser distribuídas secretamente, de modo que os jogadores, ao completarem determinado objetivo (que não deve ser o objetivo principal do jogo, do qual ele já ganhará experiência naturalmente) a conquista é liberada e o jogador computa um determinado valor no final do jogo, somando aos pontos tradicionais da partida.
As conquistas não precisam ter um caráter de aventuras, podendo ser de simples resolução e até mesmo parte do cotidiano de algum personagem, mas essa prática se tornará mais interessante se o mestre começar a explorar algumas outras áreas com elas. Conquistas como “morder um zumbi”, “deitar-se com uma camponesa casada”, “lançar magia em um nobre”, “vencer um duelo” entre outras podem trazer um pouco de diversão e até mesmo de surpresas para a mesa. O ideal é que quando um jogador “desbloquear” tal conquista, ele receba um aviso naquele momento de que tal conquista está sendo desbloqueada e que os pontos serão atribuídos a soma final.
O mestre pode optar por um método mais secreto de distribuição de conquistas. Ele pode estipular que apenas ele terá conhecimento das conquistas ocultas, tornando-as mais ocultas ainda. Caso o jogador “desbloqueie” uma conquista, ele não recebe um aviso, sendo avisado, no fim do jogo, sobre uma “possível” conquista que ele desbloqueou no decorrer da sessão. Esse método permite que mais jogadores desbloqueiem a mesma conquista, evitando que todos durmam com a camponesa casada (espero que não a mesma) e busquem “evolução” a qualquer custo.
É importante salientar o “perigo” de adotar as tais “conquistas”. Caso seus jogadores sejam imaturos e ajam como abutres atrás de XP, você precisa tomar cuidado extremo para evitar que suas sessões não passem de histórias de “heróis” lutando para irem para a cama com a mesma camponesa, para matarem zumbis aos dentes e para lançarem magias em nobres. Será uma extrema exibição de imaturidade para os seus queridos olhos. Para utilizá-la, tenha certeza que os jogadores saberão lidar com elas.
Ps.: Se você achar que é divertido jogar com jogadores que busquem mais conquistas do que o próprio objetivo de jogo, então você estará no caminho certo caso eles comecem a realizar as ações citadas acima. Só é inapropriado caso o mestre NÃO esteja se divertindo. Se, por qualquer motivo, todos, eu disse TODOS, os presentes estiverem se divertindo, não há porque interromper e dar um esporro. Siga em frente e boa diversão.

Xbox360.: (além da piada com o PS2, esta observação vem para alertá-los sobre as Gamertag’s “Littlecoke” e “Vanguedes” pela Live afora. Caso tenha Live e queira adicionar, será um prazer trucidar vocês em GTA IV. Saudações e abraços para todos)

Anúncios

Comentários»

1. Daniel Anand - 03/02/2009

Muito massa a sugestão! Vou bolar uns archivements aqui pros meus PCs!

2. NERDCORE - 03/03/2009

Com certeza achimentos é uma espécia de “crack digital”.

Quando comprei o meu XBox, pensei “vou ser imune a este treco, quero mesmo é curtir os bons jogos e não ficar tritando para conseguir uns pontinhos que não valem nada”….bastaou escutar o “plum” do Achiment Unlocked algumas vezes para viciar de cara.

O simples fato de um jogo ter achiments diferentes já é um grande incentivo para jogar o jogo mais de uma vez!

Ágatha Guedes - 03/03/2009

Eu também não tinha interesse nisso, sinceramente. Até hoje não vejo como “motivo”, mas que é um “que” a mais nos jogos, isso eu não posso negar.

3. Allana' - 03/03/2009

Considere-se adicionada, moça! 🙂 E obrigada pelo comentário na resenha. Eu não tive a felicidade de ver Coraline em 3d (João Pessoa é o exemplo de atraso…), mas concordo que o filme não é bem para criancinhas. xD

4. valberto - 03/08/2009

Eu adoraria trucidar vc, especialmente em GTA, mas eu não uso o modo on line do Xbox.
Essa idéia é bem aproveitada e parece com aquelas sidequests de jogos de rpg.

5. Festa de Links | Rolando 20 - D&D 4ª edição - 03/08/2009

[…] Dados cor-de-rosa deram boas dicas de como apimentar seu jogo com conquistas […]

6. Saoki - 03/13/2009

Adorei essa idéia. Estou organizando um projeto de LARPs one-shot aqui na minha cidade e essa é a maneira perfeita de lidar com o problema de evolução em um projeto de one-shots. Valeu a inspiração, moça.
Vou te plugar no meu blog ^_~


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: