jump to navigation

Guia de Visitas Inconvenientes 05/05/2009

Posted by Ágatha Guedes in Opinião e Bate Papo.
Tags: , , , , ,
trackback

chat

Então, meu caro leitor, quer dizer que aquele seu amigo, que jogou RPG com você há tantos anos casou? Alguns aproveitam para fazer piadinha do tipo “Passou dessa pra melhor”? Outros o invejam por ter uma esposa legal que não implica com o fato dele jogar RPG, em alguns casos ela até joga com vocês? Poxa, mas isso é uma coisa muito legal. Agora vocês não precisarão mais enfrentar a cara feia da mãe de um dos jogadores, onde vocês sempre se reuniam e agora poderão desfrutar de um local só de vocês, onde poderão jogar sem incomodar ninguém. Mas será que isso é verdade?

Bom, o lindo ser cabeludo com quem me casei, reúne nossos amigos todas as sextas, à noite, para sua habitual aventura. Como, ao crescer, precisamos encarar tarefinhas chatas como trabalhar e estudar, os dados começam a rolar após a meia-noite, se prolongando por toda a madrugada. Logo, os meninos dormem lá em casa.

Até aí, That’s ok. Realmente não me incomodo com o terno casa-albergue. Desde que não encarem meu Home-sweet-home como a casa de um amigo solteirão.

Claro que para os educados e sensatos esse texto não vai parecer nem um pouco interessante. Ele vai mostrar pequenas coisas que podemos mudar que não nos foi ensinado em nossa fase educatória. Hoje vou dar uma de esposa chata e ensinar (isso não me torna legal?) boas maneiras de se comportar na casa desse seu amigos, sem a esposa dele te xingar de diversos nomes ou sem você destruir alguma coisa que ele preza muito.

Higiene Básica

Gente, eu me sinto envergonhada em dizer isso, mas é muito importante você passar uma aparência de uma pessoa limpa. Não precisa estar com um perfume caro, nem de banho tomado a todo o momento, mas já que você está saindo de um lugar e indo para outro, onde encontrará outras pessoas, por que não pode estar de banho tomado e roupa limpa?

Entendemos que o RPG é tão importante pra você que você se desloca de um lado do país ao outro para jogar, mas seria pedir muito que você, já que não pode chegar limpo pela viagem, pedisse educadamente ao dono da casa para tomar um banho? Acredite, vai ser bem menos constrangedor explicar para a esposa (ou mãe) daquele seu amigo que você quer tomar banho do que explicar que o cheiro que deveria estar vindo do ralo vem de você. Banho e bom e não mata.

Mais uma coisa que é muito importante lembrar. A gente sabe que sua mãe reclama, a gente sabe que toda a família da tua namorada reclama, a gente só não sabe por que raios de motivos você ainda não entendeu que não é bom de mira na hora de usar o banheiro. É incrível como você tem uma precisão única na hora de dar Headshot em Halo 3, como você joga WII como se estivesse manuseando um bisturi em cirurgia de cordas vocais, mas na hora de conseguir mirar a porcaria do buraco enorme do vaso sanitário, consegue acertar o teto,a parede ao lado, mas nunca o lugar certo. (As vezes me vem à cabeça a possibilidade de eles  terem um motorzinho vibrando bem enfiado no… ok ok, já mostrei como me incomoda). Embora eu não imagine bem como funcione, você não pode sentar? (afinal, na sua casa não tem problema, mas você não está na sua casa). Vai ferir sua masculinidade sentar-se e evitar sujar metade do banheiro? Ninguém nunca vai saber que você está sentado. Caso você ache isso demais, você poderia ajoelhar-se, deitar-se, fazer qualquer coisa que fosse possível te auxiliar na hora de mirar. Ou então vou ter que amarrar um WIImote (controle do WII) bem lá em você sabe aonde.

Dica: Leve sempre com você uma toalha, escova de dentes e algum outro item que você ache essencial.

Louça Suja

Tá certo que sua mãe faz tudo pra você, ou que na sua casa de solteiro os pratos se acumulem até criarem vida e decidirem por si só o que vão fazer, se continuam ali ou se organizam para um mutirão de limpeza. Sendo um pouco machista, eu diria que na maioria dos casais a mulher é responsável pela limpeza da louça durante toda a semana. Seria pedir demais que ela tivesse uma ajudinha logo no dia onde há mais movimento na casa dela?

housewife-7730191

Nos dias em que estiver hospedado na casa do mestre (ou do jogador), se ofereça para lavar a louça caso você saiba como fazer isso. Caso não saiba ou deteste fazer isso, evite ao menos que a sua louça fique acumulada ali, como se não pertencesse a ninguém. Assim como o lixo que produzimos é nosso, as louças também deveriam ser encaradas assim. Antes de entulhar sua louça na pia, tente ao menos reduzir o trabalho para aquele que vai fazê-lo. (A quem eu quero enganar, levá-la a pia já seria ótimo, ou ao menos, melhor do que deixá-la sutilmente localizada no mesmo lugar em que você comeu)

Dica: Não tente lavar a louça caso você não saiba, é realmente nojento ver uma louça mal lavada. No final das contas, vai dar a impressão de que você é porco, ao invés de passar uma boa impressão. Pratinhos de plástico têm a facilidade de não precisarem ser lavados, mas o maldito resto de cobertura de chocolate não vai se transformar numa criatura que caminhe até a lixeira, no máximo vai atrair formigas.

Roupa de Cama

Não há nada mais aconchegante que nossa cama, não é? Principalmente quando saímos de manhã para trabalhar ou ir a escola e quando voltamos ela está limpinha e arrumada nos esperando para tirarmos o cansaço do cotidiano. Mas quer saber um segredo? A menos que você leve sua mãe com você para a casa do seu amigo, quando você acordar lá a cama continuará EXATAMENTE como você deixou.

É de muito bom tom (como minha vó dizia) você levantar pela manhã e arrumar a cama. Dobrar edredons pode até parecer difícil, mas o esforço será bem visto.

retro-mom-2000-housewife-theory1

Dica: Antes de dormir, tome um bom banho. Essa deveria ser uma dica pra toda uma vida e não para dias especiais de jogo, tenha isso em mente. Imagine o fluxo de roupa de cama a ser lavada, depois de utilizada por um grupo de machos recém saído de uma excitante aventura.

Barulho

Quando seu amigo for legal e disser: – Fica com a chave para o caso de você chegar e nós ainda não estarmos em casa. Tente não distorcer para: – A casa é sua, fique a vontade pra fazer festinhas. Pois, não são só festinhas  com bebidas e mulheres  nuas dançando no balcão que incomodam os vizinhos, acredite,  eles não querem saber que você tem  habilidade em todos os instrumentos do Guitar Hero, principalmente após as 22:00hs

Se todos estiverem dormindo, evite fazer barulho, evite ligar o Guitar Hero no máximo e evite saltar como aquele hipopótamo do Eek-The cat. Faça alguma coisa mais silenciosa. Nada é pior do que ter seu sono perturbado por alguém que você nem deveria lembrar que está lá, principalmente após este ser ter passado a madrugada inteira com espadas em punho e exageros no hidromel.

Dica: Quando for para casa de seu amigo com a intenção de dormir lá, procure levar algum tipo de passatempo seu. Um livro, um videogame portátil ou alguma coisa que possa te distrair até que alguém acorde e possa te ajudar em sua diversão.

Comida e Suprimentos

Casais modernos, além de jogar Rpg, não costumam ter hábitos alimentares muito bons. Lá em casa, por exemplo, levamos o jeito Gilmore Girls de ser, de não ligar pra geladeira vazia, com tanto que ela tenha um imã com o telefone da pizzaria. Além do mais, não vou encostar minha linda barriguinha sarada no fogão numa sexta à noite, Né?

50shousewife

Normalmente um casal não pensa em você quando está no mercado, simplesmente porque essa não é obrigação de ninguém (além da sua mãe). Quando você for para a casa de um amigo jogar não pegue nada que esteja além do seu alcance. Se ele te trouxer Doritos, aceite ou não. Se ele te trouxer salgadinhos, aceite ou não. Nunca diga “po, Doritos? Pode ser aquela Rufles que vi lá dentro não?” Se ele for educado vai dizer que é da esposa dele e que ela comprou para ELA, se ele não for educado, você pode ter que arrumar outro grupo para jogar.

Muitas vezes eu já vi blogs descrevendo RPG como um evento para “juntar os amigos e comer pizza”, mas na maioria deles eu imagino que TODOS no recinto dividam os custos, portanto, se você quer algo diferente, compre. Se quiser algo melhor, compre. Se não quer nada do que eles têm em casa, compre. Outra dica boa, quando comprar, na melhor das hipóteses leve algo que dê para mais de uma pessoa comer/beber. Evite o egoísmo de modo que compre produtos com apenas uma unidade e que coma tudo no caminho pra evitar dividir com os presentes.

Dica: Lembre-se também que o que os anfitriões estão acostumados a gastar com pizza é para duas pessoas, no caso de mais pessoas, seria legal que os outros colaborassem com o valor final. Não espere que os anfitriões paguem sozinhos para alimentá-los.

Eletrônicos

Talvez a parte mais importante daqueles que vêm aqui em casa jogar. Alguns encaram minha casa como playground, e é mesmo. Tem X-Box, WII, DVDs na parede e tudo mais que muito solteirão por aí almeja, logo, eles se sentem no paraíso quando estão aqui em casa. Mas lembrem-se, até no paraíso tinha regras e lugares que eles não poderiam ir, assim como frutas que não deveriam comer. (Lembro da Eva e da maldita maçã todos os meses, durante 3 longos e sofridos dias)

Quando estiver na casa desse seu amigo, procure saber todas as informações necessárias para se ligar e desligar um aparelho eletrônico, principalmente aqueles mais cheios de frescura (vide X-Box) e que você desconhece. Evite sair metendo a mão no que você não entende. Você deveria temer o que não conhece. Já imaginou se o X-Box dá 3RL exatamente quando você está brincando sem ninguém ver? Já imaginou que vai ter que pagar outro no lugar de comprar um pra você? Pois bem, é muito melhor isso tudo ficar na imaginação do que na prática.

Depois de um sábado inteiro, consegui enfim, dar um jeito no emaranhado de fios a que se resume minha estante e depois de muito cálculos e testes, consegui que todos os aparelhos estivessem corretamente conectados e utilizando a incrível potência do home theather, porém nenhum fabricante pensou ainda, que pudesse existir uma casa onde precisariam ser conectados tantos aparelhos, então tive que desenvolver um esquema de rodízio de plugs nas saídas da TV. (Pro Wii é preciso trocar o cabo de áudio com o decodificador… Bom, é meio complexo e chato de explicar o esquema completo.)

Mas se é nítido que há um estabilizador, onde só está ligado o X-box, dentre todos os aparelhos ligados na tomada, o estabilizador está única e exclusivamente para uso do X-Box, porque diabos vai passar pela sua cabeça ligar algo mais lá. O vendedor, provavelmente tenha perdido um valioso tempo me explicando que este procedimento seria necessário, por alguma razão, não acha? Provavelmente pra que eu não chegasse lá no dia seguinte com um produto queimado, dando sugestões de em quais orifícios depositá-lo.

Espere que o dono da casa te ofereça a liberdade de ligar ou desligar alguma coisa. Mesmo a televisão, que é um bem comum em todas as casas não deve ser usada levianamente. Se acordar mais cedo que todo mundo e não souber o que fazer, pegue um livro de RPG (se estiver em um local “público”) e vá ler. Normalmente você faz isso na mesa e não vai ter um problema maior do que já teria. Quando alguém perguntar “ué, tá lendo porquê?” você pode dizer com um sorriso no rosto “Estava esperando alguém levantar para eu ver TV”. Acredite, eles poderão brincar, dar uma zoada, mas no fundo eles vão pensar “Olha só, alguém educado, enfim”.

A questão não é se sentir privado de diversão, é entender que aquela diversão, por maior que seja, não é sua. Está sendo oferecida por outra pessoa. Tomar aquela diversão para si sem autorização é algo rude e não indicado, por isso é sempre bom ter alguém do seu lado quando estiver fazendo essas coisas, principalmente se esse alguém for um dos donos da casa.

Dica: Se o seu amigo tiver videogames que usam controles sem fio, você pode pensar em levar um par de pilhas para usarem quando jogarem. Mesmo que você vá lá para jogar RPG, uma partida de Halo 3 ou de Gears of War é sempre bem vinda. Caso ele tenha pilhas recarregáveis, você pode pensar em comprar um jogo ou coisa assim. É bem mais caro, mas uma vez que você levar, ele vai lembrar-se disso sempre que reclamar de quão abusado vocês estão ficando.

Contudo. Sejam bem vindos à minha humilde residência.

Anúncios

Comentários»

1. Carlos Hentges - 05/05/2009

Olá,

O grupo do qual faço parte acabou de passar por isso: casamento de jogador. Considerando que uma das namoradas recentemente fez personagem, quem sabe a mesa de três homens não se transforma na mesa de três casais?

2. Ágatha Guedes - 05/05/2009

Hey Carlos, desculpe os transtornos, estava fazendo umas correções quando você postou :D.

Quanto a isso, seria legal aumentar a mesa assim. Quanto mais gente jogando, mais gente temos nos divertindo.

3. Nitro - 05/05/2009

Adorei o artigo, precisamos de mais textos assim, do ponto de vista feminino da vida de um casal de rpgistas! Minha esposa adorou! 🙂

Parabéns! 🙂

4. Jaime Daniel - 05/05/2009

Também gostei! Muito bom, e algumas dessas situações já vivenciamos aqui em casa.

Parabéns!

5. rsemente - 05/06/2009

No meu grupo de jogo tinha uns caras sem noção (e talvez ainda tenha), e a casa mais legal de jogos foi impedida de jogos por uns 4 longos anos!

Mesmo o cara morando sozinho, a mãe dele não gostava das coisas que encontrava quando chegava para visita-lo ou dos comentários dos vizinhos, por isso o lugar foi closed por tempo indeterminado!

Vou espalhar esse artigo, boas educações nuca são demais!

6. Lina Pascon - 05/06/2009

Até pensei que escrevi este texto…rsrs…Muito bom…realmente é bem complicado para nós…o mais importante é saber que não estão em um lugar que é sem limites…nós também gostamos de ficar no sofá de final de semana e assistir TV além de jogar video game…e de andar de camisola também….o que com os meninos fica impossivel…acho que jogar RPG é muito bom, mas cada um precisa ter seu espaço, de 8h a 10h de jogo ok?! mas o fim de semana inteiro …plz…mas acho que depois que a maioria tiver mulher isso melhora….é a minha esperança…temos um grupo onde os 3 são casados e a coisa é bem mais tranquila e cada um no seu espaço….enfim…vou parar porque já tá virando um post..rsrs..muito bom mesmo o texto….beijos

7. Nordestinus - 05/06/2009

Ághata, o texto ficou muuuuuuuuito legal…

Eu sou o casado do seu texto. Me casei depois de ter começado a jogar e passamos por isso por um tempo, mas as coisas foram se ajustando e minha esposa ‘nos’ organizando, até que hoje não temos mais esses problemas. Na última reforma que fiz em casa, tentei organizar um local pra gente jogar RPG [entre outras coisas], não fumamos perto de janelas, não jogamos depois de 23:00, o máximo de louça que deixamos sujas são alguns copos [se ela não quiser lavar nem os copos vai ficar complicado, hahaha]. Ou seja, seu texto tem tudo a ver com que as esposas pensam e reflete bem a situação.

E a melhor parte ficou no que diz a suprimentos. Ficou perfeita essa parte. Meus amigos aprenderam isso rápido. Mesno alguns deles não estando trabalhando, sempre têm alguns trocados escondidos para essas horas.

No mais, parabéns…

8. Ágatha Guedes - 05/06/2009

Nitro: Pode contar que sim. Estou escrevendo mais alguns textos desse tipo, sob a visão feminina de algum evento comum.

Rsemente: Eu sabia disso. Isso é muito comum nas mesas de jogo. Sempre vi muita gente fazendo e reclamando dessas coisas, por isso resolvi escrever o texto.

Lina: Eu não me animaria tanto assim quanto a questão de todos serem casados. Já vi situações bem ruins porque os casados não lembravam que tinham uma casa. Mesmo casado alguns precisam de sensatez, e é isso que está em falta ultimamente no mercado.

Nordestinus: Que bom que gostou do texto. Eu também sou a casada do meu texto…rsrsrs…Felizmente a gente consegue impor regras, porque sem elas estaríamos perdidos.

No mais, obrigada pelos comentários e voltem sempre.

9. Fabio Carvalho - 05/06/2009

Fenomenal! Fantastico! muito bom o texto! Tudo que o pessoal quando ia jogar la em casa tinha que saber. Sempre fui o mestre dos meus jogos, mas a dois anos que basicamente estou meio que “em pé de guerra” com a minha esposa por causa do RPG. O fato do pessoal achar que eu ainda era solteiro e meio que nã entender essa parte do casório fez com eles criassem atritos com ela e vice versa. Atualmente o meu grupo de 15 anos se dissolveu, não só por isso, mas também por brigas entre membros. Mas como fui eu que cansei do disse me disse eu sai fora. Estav me sentindo inseguro e como eu senti que isso só faria ela odiar mais o hobby (uma vez que ela ja jogou antes de nos conhecermos e depois algumas vezes comigo), tento ultimamente passar pra ela um lado mais educacional, mais divertido e não tanto infantil ou “perda de tempo” como ela mesmo deve achar. Voce poderiam se juntar a fazer conculktoria para casais com este tipo de conflito! rsrsrsrs

Parabéns e já de antemão, como ela sempre tem interesse em ver meu blog, gostaria de pedir a voce a permissão de publicar a matéria por lá, a fim de que ela veja.

Quem sabe seria um primeiro paso, ja que em casa de guerreiro o montante é de pau!

Abraços!

10. Alexandre - 05/07/2009

O texto ficou muito bom mesmo!

Só que não pense que ele é apenas uma visão feminina não! Eu sou o marido que odeia gente fedendo, pegando minha comida ou mexendo nas minhas coisas sem pedir (e sou eu quem lava a louça que fica suja)!

Grrrr! Bateu ódio-mortal-assassino agora!

Tudo é uma questão de bom senso e educação.

11. Nordestinus - 05/07/2009

É xará. Eu também sou meio chato com essas coisas hoje em dia. Antes eu não ligava muito, mas depois de algumas conversas [leia-se puxões de orelhas] eu vi que ela realmente tinha razão e comecei a melhorar o ambiente por conta própria.

Acho que falei no outro comentário que era a visão das esposas, mas realmente você tem razão. Não tem nada a ver com as esposas, mas sim com o bom senso de qualquer um do casal…

12. Sérgio Luiz - 05/07/2009

Não tenho nem muito o que comentar, uma vez que estou no meio desses jogadores. Sei a dor de cabeça que dá para os dois, pois depois de ver a casa de pernas para o ar a esposa se estressa, e com muita razão, diga-se de passagem, e acaba “descontando” no marido o que pode gerar chateações desnescessárias. O que eu tento fazer é ajudar do jeito que eu posso, arrumando e limpando até coisas e que não ive participação. O problema é que isso acoubou se tornando uma forma de os outros ficarem ainda mais relachados, pois tem sempre um que “arrumará” aquilo por ele. De forma alguma quero me abster de alguma culpa pela “zona” da casa, mas acho que se TODOS contribuirem pelo um pouquinho , ela diminuirá e muito!!!!

13. Sapo - 07/30/2009

Hum…

Blog de mulher…

Texto bem escrito e humorado…

A coisa tá boa!

No nosso caso, quem mora sozinha é uma jogadora, integrante do grupo (geralmente clériga). Viramos as noites jogando em seu AP.

Bem… o mestre casou e o jogo deu uma parada. Agora queremos marcar na casa dele. Vou dar esse texto para ele ler… e rezar para ver o que acontece!!

Mesmo longa, valeu a pena a leitura!!!

14. Alan - 03/12/2010

No fundo, no fundo entendo a colocação, e de forma consciente e inconsciente eu faço “dicas” talvez utilizando a criação que foi me dada ou a máxima que possuo de que “Não faça com os outros o que vc não gostaria q fizessem contigo”. Porém, acho incrivel como as mulheres conseguem colocar isso num termo que me dá vontade de fazer tudo ao contrario. :p

Att

15. Rodolfo "Nó-Cego" Willian - 02/12/2011

cara muito bom esse post, hahahaha
o seu texto é legal demais continua assim!
parabéns


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: